Dança do Ventre para crianças

Por Carol Alzei

Alguns assuntos dividem opiniões e o que vamos tratar aqui é bastante polêmico: Dança do Ventre para crianças. A primeira coisa que devemos desmitificar é que a Dança do Ventre é uma dança erótica. Ela pode ser sensual, caso enxergue dessa forma. Para nós, bailarinas, a Dança do Ventre é uma arte complexa que exige muita técnica e concentração.

dancin__jasmine_by_selinmarsou-d66isc1A dança oriental é charmosa, alegre e extremamente feminina, mas dizer que ela é erótica e por isso não deve ser ensinada às crianças, é uma justificativa machista. Nem quero dizer que é, também, ocidental, porque a dança do ventre é proibida em alguns países orientais, por conservadorismo. No entanto, vamos com calma e para isso começaremos a falar da origem dessa arte.

Não existem dados históricos que afirmem ao certo quando se iniciou a Dança do Ventre no mundo, nem exatamente onde. Mas é sabido que, provavelmente, começou no Antigo Egito com as mulheres reverenciando as Deusas. Acreditava que a dança com o ventre poderia estimular a fertilidade, diminuir as cólicas menstruais e dores do parto. A dança, independente da modalidade, surgiu como prática religiosa. Segundo a Enciclopédia Universal Gamma, somente a partir da Idade Média, é que as danças ganharam caráter popular. Ao passar dos anos, a dança é levada às cortes e, então começa a influenciar a aristocracia.

Quando falamos acima, que a Dança do Ventre surgiu como uma manifestação feminina de agradar suas Deusas e amenizar suas dores, pensamos logo em mulheres adultas. Porém, identificamos na história, alguns períodos que mulheres se casavam muito cedo, tinham relações sexuais com pouquíssima idade, aos 12 anos, por exemplo. E no Antigo Egito era bem assim, segundo o site Antigo Egito. Portanto, a origem da dança do ventre é apenas feminina e não pertence apenas a uma determinada faixa etária das mulheres.  Mesmo assim, ainda temos o fato que a iniciação era uma preparação para as consequências de uma vida adulta.

Entretanto, a dança já não é mais ritualística e não se resume apenas em aliviar sintomas no corpo feminino. Ela é um expressão artística, sendo assim, meninas de qualquer idade podem fazer, como acontece no balé, no sapateado e em uma infinidade de danças. Mas, atualmente, com tantas imagens sexuais veiculadas livremente, com as informações impossíveis de serem filtradas pelas mães e pelos pais, como contextualizar a Dança do Ventre para as crianças?

crianca_danca_ciganaNão podemos negar que tem muita bailarina criança com coreografias que não cai bem para o mundo infantil. Jogadas de cabelo, marcações exageradas com o quadril, cópias de figurinos adultos e maquiagem carregadíssima. Algumas crianças parecem ter 30 anos no palco. Vi um vídeo que uma menina entra com uma espada. Meu Deus, a espada era do tamanho dela e a pequena ainda teve que equilibrar no quadril! É nessa hora que entra no jogo a professora e o bom senso.

A Dança do Ventre para criança, acredito, deve ser vivenciada de forma mais lúdica, desde a escolha da música, passando pelo figurino e maquiagem, até a orientação de como a bailarina deve se apresentar. Essa opinião não é somente para a dança do ventre, mas todas as danças que, inseridas na nossa sociedade, tem conotação sensual. Devemos saber até onde ir, como bailarinas adultas, imagina para uma criança.

A principal confusão está, justamente, na erotização da dança. Pessoas que não tem esclarecimento do que realmente é a dança do ventre, temerão deixar suas filhas fazerem esse tipo de dança. Precisam, sim, antes de proibirem, se informarem e saber sobre a professora. A Dança do Ventre para criança, quando bem trabalhada, melhora a coordenação motora, auxilia na criatividade, na vida social e na autoestima e segurança das meninas.

A professora Sasha Holtz, no programa Cruzeirinho na TV, diz não ter idade mínima para começar a Dança do Ventre e apresenta sua aluna de 06 anos de idade. No mesmo programa, em uma outra data, a professora Ísis Christea fala que as aulas para crianças são diferentes das aulas para as adultas. “A criança tá desenvolvendo, então nós usamos bastante a graciosidade, a leveza… para ficar uma coisa mais delicada, sempre a postura e a educação”.

Abaixo selecionei alguns vídeos com apresentações infantis que considero bonitas e adequadas. Mas antes de deixarem vocês refletindo, quero lembrar que tudo é um ponto de vista. Fiquem à vontade para opinarem e acrescentarem com suas argumentações. Estudar e escrever sobre temas relacionados a Dança do Ventre é bem difícil, temos poucas pesquisas sobre, por isso, cada informação a mais é bem-vinda.

2 comentários sobre “Dança do Ventre para crianças

  1. Acredito que a questão mais importante é “o profissional que leciona para crianças está preparado para isso?”. Muitas vezes, alguns profissionais se aventuram e não conhecem suas alunas e acabam colocando em risco a saúde física e até mental das crianças.
    Sempre lecionei Dança do Ventre para crianças com esse caráter lúdico, nunca tentando criar “mini-adultas”. Tem que se respeitar o desenvolvimento neuropsicomotor da criança. A apresentação deve ser a consequência de um trabalho sério e não o objetivo principal de concursos. Confesso que me assusto com essa “adultização” das crianças na Dança do Ventre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s