Leitura Musical

Por Maristela Rosa

música 2

Estou há muito tempo sem escrever e já estava com saudades de estudar sobre um assunto pra escrever aqui no blog. Pois é, voltei! E pra voltar bem, resolvi escrever sobre um assunto que me instiga muito, uma eterna busca da bailarina: a leitura musical perfeita. Quando estamos começando na dança o nosso objetivo é conseguir terminar uma música executando todos os passos da maneira mais correta possível e sem desmaiar de nervoso ou medo. Rs

Pois bem, quando a gente ganha um pouco mais de vivência na dança, ganhamos segurança pra saber que não vamos desmaiar em plena apresentação e também buscamos outros objetivos: ser mais criativa, mais flexível, ter uma dança mais fluida e uma boa leitura musical. É isso, quanto mais agente aprende, mais queremos aprender, essa é a magia. Porém, como alcançar uma boa leitura musical?

Tenho que ser sincera com vocês, então vou ter que dizer que não é tarefa fácil. A Leitura Musicalcomplexidade já começa pela amplitude deste tema. A bailarina Verônica Cabral, por exemplo, fala de leitura musical em seu blog classificando os estilos da dança árabe da seguinte maneira:  Dança do Ventre Tradicional; Dança do Ventre Moderna; Dança do Ventre Clássica e Folclore árabe.

Esse tipo de divisão é a base para a interpretação de uma música. Cada estilo tem um especificidade diferente de instrumentos, acordes, regiões de origem, temas cantados e outros. Assim “todos estes aspectos irão definir qual tipo de seguimento que se dará na música e consequentemente também na dança: tradicional, clássica, moderna e folclórica”. (Verônica Cabral)

A leitura musical a que me refiro neste texto começa nesta classificação de estilos, mas vai muito além. É claro que cada estilo pede passos diferenciados e específicos, mas a pergunta principal é: em que momento cada passo é apropriado? A Bailarina Kiania Lima (que estará em Juiz de Fora em outubro, ministrando um work justamente de leitura musical) sempre diz que quando dança seu objetivo é “ser a música”, ela ainda usa um termo interessante (que comecei a usar nas minhas conversas sobre dança) que é “colar na música”.

Pois é, conhecer passos é fácil, mas “ser a música” requer um repertório amplo e apurado.  A bailarina Fernanda Guerreiro também trata deste assunto em seu blog e o título já diz tudo: “leitura musical: a importância de um entendimento amplo da música árabe para a construção da expressão como bailarina”.  Em seu texto a bailarina elenca alguns aspectos da música que sempre observa a fim de conseguir traduzi-la em sua dança:

  1. Os instrumentos e tento traduzi-los no corpo de forma harmoniosa
  2. Ritmo e Melodia
  3. Frases musicais
  4. Tento responder com o corpo as mudanças de nuance da música (música intensa ➜  movimentos intensos; pausa na música ➜ pausa na dança;  etc.)

música 1Essas dicas são valiosas e mostrar que precisamos realmente conhecer a música que estamos dançando. No blog Amar el Binanaz o tema musicalidade é tratado de uma maneira interessante: a música “Batwanes Beek” da cantora  Warda é descrita em todas as suas nuances:  o estilo, o ritmo, a letra. Sim, conhecer a tradução de uma música é fundamental para interpreta-la corretamente.  Afinal uma música pode ser romântica e contar uma história alegre ou contar um amor sofrido, triste. Saber o que a música diz lhe dará segurança para uma leitura musical plena.

Uma leitura musical bem feita é aquela que te da a sensação que os sons saem do corpo da própria bailarina. A comunhão entre som do instrumento, melodia, ritmo e movimentos da bailarina é tão perfeita que naquele momento a bailarina realmente se torna a própria música. Eu disse que era difícil né? Mas não impossível! Selecionei alguns vídeos de leituras musicais impecáveis:

A primeira desta lista só poderia ser uma: Kiania Lima. Ela é uma bailarina conhecida por sua leitura musical única e impecável.  Eu poderia ter escolhido qualquer vídeo dela pra colocar nesta lista, aliás esta lista poderia ser toda construída só com vídeos dela! Mas escolhi esse por se tratar de uma música lenta, porém bem forte, que exige uma leitura realmente afinada. Nesta apresentação Kiania trabalha giros com variação de altura e braços, além de seu quadril poderoso. Realmente uma aula de leitura musical.

___________________________________________________________________________

Outro belíssimo vídeo no quesito leitura musical é da minha professora Rafaela Alves. Em sua estreia na Khan el Khalili Rafa não poderia estar mais preparada. Reparem nas trocas de humor da música (hora calma, hora super agitada e alegre) e como ela acompanha isso com sua dança. Eu estava lá e posso dizer que o ao vivo foi ainda mais impecável. Assistam:

___________________________________________________________________________

Mais uma música clássica com mudanças muito grandes. A bailarina Maia, numa apresentação de mais de 10 minutos dançou uma música que continha taquisin – momento de maior introspecção, folclore (said e Khaleege) – momento de euforia, além de melodia e canto bem marcantes. A bailarina já mostra o que é uma leitura diferenciada logo em sua entrada com o véu. Ela não só faz efeitos com o elemento, como marca a música utilizando-o. Confira:

___________________________________________________________________________

Essa lista não estaria completa sem Elis Pinheiro. Com uma leitura única e Elis tem seu corpo completamente envolvido com a música. Reparem no contraste entre a delicadeza dos movimentos na melodia e a força dos mesmos nas marcações. Belíssima dança!

 

Bons estudos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s