As 05 melhores apresentações com o tema “Água”

Por Carol Alzei

A água é um elemento simbolicamente ligado as emoções.Todas as referências poéticas sobre os oceanos, rios e chuvas são repletos de encantamento e tentam desvendar o mistério das águas. Na mitologia grega, ela é o cenário mais presente nos mitos. Vida e morte se ondulam nas histórias, onde os mares são assustadores e poderosos.

Temática de muitas danças, escolhi fazer um “Favoritos” com apresentações que contextualizam o ambiente de águas na Dança do Ventre. Claro, as Sereias são as principais personagens que as bailarinas encarnam para transmitir a beleza do tema.

A classificação é apenas uma brincadeira, não é minha intenção avaliar ninguém. Escolhi a ordem de acordo com o meu gosto pelas músicas, coreografias, execuções e contextualizações propostas. Vamos lá:

5º Poseidon – Alunas da Kahina

Nessa apresentação, Tarik é Poseidon, o Deus supremo dos mares, filho de Cronos na mitologia grega. Ele introduz a belíssima coreografia elaborada pela Kahina. É nítido o trabalho de limpeza dos movimentos que ela fez, as alunas estão super sincronizadas, além das músicas escolhidas serem bem impactantes.

4º Dupla Nesrine e Aziza

O que eu mais gostei na coreografia delas foi a preocupação em escolher movimentos que realmente nos lembram os da água. Muitas ondulações e braços bem melódicos estão durante toda a apresentação. A interação das duas captura o público, dá pra imaginar até alguma história contada entre a dança delas. Amei os movimentos de chão e como elas curtem eles, sem pressa para levantarem.

3º Oceânides – Coreografia de Camila D’mato

Primeira coisa que me fez apaixonar: a música lindíssima e delicada. E fiquei encantada pela coreografia, dá vontade de aprender e dançar toda vez que eu vejo essa apresentação, super bem executada. Mais uma vez a mitologia grega entra em cena, as bailarinas representam as Oceânides, ninfas dos mares, responsáveis pelos fenômenos marítimos. Sou muito fã desse vídeo. Assisto sempre.

2º Ana Cláudia Borges – Yemanjá

Quando eu vi, fiquei maravilhada. Essa apresentação ganhou como “Apresentação do ano” pela votação feita através do blog Amar El Binnaz e é muito merecedora. O carinho que Ana Cláudia Borges teve para escolher as músicas e toda a presença dela no palco transparece a emoção que ela estava sentindo. O uso do véu wings ficou muito bacana, eu imaginei mesmo, Yemanjá, a rainha do mar, carregando as águas em seus braços e dominando as ondas. Quando você pensa que acabou, entra um derbake super demais. Ana Cláudia ainda marcou o ritmo ayoub com o Zaar (ritual religioso para afastar os maus espíritos, mas na dança do ventre é utilizado apenas como uma marcação) e abusa do cabelão que tem. Super encaixou com a homenagem a Yemanjá!

1º lugar – Lulu Brasil – O canto da sereia

A apresentação começa narrando um momento da história de Ulisses da Odisseia de Homero. Já me conquistou aí. Lulu, linda, é a sereia que enfeitiça Ulisses na sua viagem para chegar a Ítaca. A dança é divina, Lulu não é só a sereia, mas todo o mar belo e selvagem. Às vezes, águas calmas, outras vezes, bravas. E sempre mostrando o encanto através do seu véu, da propriedade de seus passos. Amo, já assisti inúmeras vezes, fiquei enfeitiçada pelo canto da sereia que sai do corpo inteiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s